terça-feira, 31 de julho de 2012

V VINUM BRASILIS CHEGA À CAPITAL FEDERAL


#dia_a_dica

Evento exclusivo de vinhos brasileiros reúne quase 40 vinícolas

O maior encontro de vinhos nacionais do país acontecerá em Brasília nos próximos dias 15 e 16 de agosto. A 5ª edição do Vinum Brasilis trará para a Capital do país quase 40 vinícolas e pelo segundo ano consecutivo com a parceria da Vinum Brasilis, Abrasel e Ibravin.

A principal inovação da Vinum Brasilis agora em 2012 é a sala de aula com capacidade para 30 pessoas e uma programação variada durante todo o dia com a presença de enólogos e especialistas renomados. Isso, sem contar a variedade de vinhos que será colocada para apreciação. Nos dois dias de feira serão mais de 300 rótulos disponíveis para degustação, além de mesas diversificadas com pães, queijos e frios.

O númerode vinícolas participantes este ano cresceu. São seis estreantes: Kranz, Dezem, Perini, Hermann, Irmãos Camponogara e Fabien. “É muito gratificante ver como as vinícolas brasileiras estão se interessando pelo evento e participando cada vez mais conosco.“, conta Petrus Elesbão, organizador do Vinum Brasilis.

A expectativa é que 2 mil pessoas circulem pela feira, que acontece simultaneamente ao 24º Congresso da Abrasel. Nos stands estarão presentes os proprietários das vinícolas, enólogos e profissionais do setor.

A proposta da feira é o fortalecimento do vinho nacional, produto em franco crescimento, além de oferecer a oportunidade para os admiradores e profissionais conhecerem vinhos ícones e ainda os de bom custo e qualidade no mercado. O Vinum Brasilis também é um espaço para donos de restaurantes e empresários conhecerem rótulos diversos e fecharem bons negócios.

A feira já se firmou como uma das mais importantes do país, recebendo a imprensa especializada de Brasília e também de outros estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Pernambuco. “O evento também funciona como um espaço de divulgação e fortalecimento do vinho brasileiro para seu público consumidor, ainda em franca expansão.”, complementa Petrus.

Para comodidade, conforto e segurança do publico que prestigiará o evento, o Vinum Brasilis colocará à disposição o ‘Transporte Amigo’, um serviço de traslado gratuito oferecido durante o evento.

A cada hora, vans farão saídas do Centro de Convenções com destino a Asa Sul, Octogonal, Cruzeiro, Sudoeste, Lago Sul, Asa Norte e Lago Norte, deixando os passageiros o mais próximo possível de seu destino.

O evento é voltado para o público em geral, especialistas e formadores de opinião. O convite individual custa R$ 60 por dia e pode ser adquirido através do email vinum@gastrocomunicacao.com ou pelo fone 8508-0917, Paulo Ubiratan, diretamente na bilheteria do evento, as vagas são limitadas.

O Vinum Brasilis 2012 conta com os seguintes apoiadores:


Beirigo Distribuidora

Site Decantando a Vida

Claudethe Lira decorações

Gastrô Comunicação

Places Restaurante

Pão-de-Açúcar

Restaurante Aquavit



Veja a lista completa de vinícolas confirmadas para o V Vinum Brasilis:

Antônio Dias

Aurora

Casa Valduga

Clube Sommelier

Cave Geisse

Cordilheira de Santana

Dal Pizzol

Domno Brasil

Don Giovanni

Don Guerino

Don Laurindo

Dezem

Fabien

Gran Legado

Hermann

Irmãos Camponogara

Kranz

Lídio Carraro

Luiz Argenta

Maximo Boschi

Miolo Wine Group

Monte Paschoal

Vinhos Orgânicos

Pericó

Perini

Pizzato

Quinta da Neve

Quinta Don Bonifácio

Salton

Sanjo

Santa Augusta

Vallontano

Villa Francioni

Valmarino

SERVIÇO

Data: 15 e 16 de agosto de 2012

Horários: 15h30 às 18h (exclusivo para imprensa e profissionais) / 18h às 22h (aberto ao público)

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães – SDC Eixo Monumental, lote 5, Brasília-DF

Valor: R$ 60 por dia (congressistas da Abrasel não pagam)

Venda de ingressos pelo e-mail: vinum@gastrocomunicacao.com ou fone: 8508-0917 Paulo Ubiratan

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Dúvida tostines e fones de ouvido...

#memórias_de_uma_mulher_4.4

Acho que o passar dos anos tem me tornado mais rabugenta. A minha tolerância tem andado muito curta para as coisas que me incomodam. Ou será que as coisas que me incomodam tem aumentado?


Dúvida Tostines e cruel da minha passagem pelo passar dos anos. Mas, olha, tenho (também) recorrentemente achado que o dispositivo ‘simancol’ das pessoas tem estado no ‘mode off’ e elas não percebem que incomodam ou percebem e fazem de conta que não está acontecendo.

Para tudo isso tenho um remédio: fone de ouvidos! Eles tem me ajudado (e muito) a ser menos intolerante e a ser mais autista. Sim, porque, quando eu os coloco, desconecto do mundo e aí já não me importo com o que falam ao meu redor nem me incomodo com quem está atrás de mim tagarelando, ou com o outro que grita da outra ponta da sala, ou com a briga dos vizinhos reverberada pelo canal de respiração do meu banheiro enquanto tento ler o meu livro no meu momento de descanso. Sabe como é, coisadas (como diz uma amiga minha) ou manias, ou mesmo implicâncias de uma ‘velhuska’ no início de sua jornada nessa seara da idade a mais, ou da 'mais idade', 'n' importe pas'.

‘A mais’, mas... Tudo bem. Estou (até) bem comigo mesma, embora, de uns tempos para cá tenha percebido que os sinais e marcas começam a se estampar mais permanentemente em minha face. Aliás, não sei se as mulheres que compartilham do mesmo tempo de permanencia nesse planeta concordam comigo, mas é incrível como a gente de repente se olha no espelho e, pá! Percebe que ali estão elas: as marcas de expressão características do tempo.

E sobre isso, certo dia estava conversando com uma amiga sobre esse tema e comentei com ela:

- A idade nunca me incomodou. Mas... sei não! Não sei o que está acontecendo que agora as rugas me perturbam.

E ela, na lata:

- Claro, amiga, é que antes você estava nova. Não tinha mesmo porque perturbar. Kkkk

- É, pode ser...

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Com a palavra – suas excrescências


da série #memórias_de_um_eleitor

Alguém acredita na cassação do Demóstenes? Melhor, alguém vai ficar surpreso se ele não for cassado? Se eu puder falar por mim, digo: depois do Renan Calheiros, tudo é possível. Aliás, vou mais além: alguém acredita na austeridade de uma casa comandada por uma pessoa chama José Sarney? Falo, de novo, por mim: eu não!

A verdade é que tudo é feito do jeito que eles querem e com a cara de paus que lhes é peculiar. Salvo raríssimas exceções, (raríssimas, mesmo!), esse parlamento está impregnado de excelências (ou seriam excrescências?) que fazem ‘broma’ da cara do povo brasileiro.

O Demóstenes é hoje a caricatura de um cachorro sarnento agonizando. Mas, ninguém se iluda: há remédio e tratamento para essa besta feroz e isso se chama escárnio! Não custará a nenhum deles livrar a cara do Demóstenes, que está mais para DebocheTenes. Aliás, custará, sim, custará ao nosso bolso que continuaremos pagando o salário e os benefícios de mais esse senhor que mentiu? Mentiu, sim! Usou o cargo? Usou sim!

Até eu, que sou mais boba, sabia que o cachoeira era bicheiro. Ah, vá! Agora vem com essa de que era amigo e não sabia que o contraventor era... Contraventor!!! DMML – Don’t make me laught!

Se o senado quiser maquiar um pouco o que todo mundo sabe, mas nenhum eleitor tem a coragem de mudar, é preciso que se casse esse senhor. Mas, olha... Sei não.

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...