quarta-feira, 9 de julho de 2014

A história é essa, não tem como mudar.


Por katia maia

#Tristeza  Foto: Ueslei Marcelino/Reuters
Foi difícil? Foi! Foi humilhante? Foi! Foi o fim do mundo? Não! Na hora até parecia que tínhamos entrado num túnel dos absurdos e que vivíamos o momento marmota (do filme o Feitiço do Tempo), com os gols se repetindo indefinidamente. A vontade de desligar a TV, numa tentativa de fazer parar tudo aquilo foi enorme. Mas, realidade é assim, né? A gente não muda de canal. Ela está ali e pronto: enfrente-a ou...



Piadas na internet: Fred foi o grande "Mico"
O “ou” não existia. Fiquei triste? Claro! Lógico que eu queria o Brasil na Final. Afinal, a Copa das Copas, no Brasil, com o Brasil campeão, seria a felicidade das felicidades. Mas, não foi! No fundo, a gente sabia que seria complicado, mas humilhante, jamais. Não entendo de esquemas táticos, escolhas, movimentação em campo etc. Mas, como torcedora, entendo que a coisa estava meio esquisita e só piorou.

Mas, quer saber, a gente no fundo imaginava que a falta do Neymar e do Thiago Silva, fosse realmente virar dentro do time uma onda de “sangue no olho” e determinação e a seleção fosse brilhar como nunca. Algo como milagre, talvez. A gente é um povo muito católico e já que Deus é brasileiro... De repente a coisa ia.

Imprensa internacional também atônita
Bom, não foi! E agora, nada de análises e teorias da conspiração. Agora, o que nos resta é fazer como o David Luiz – que para mim, foi o mais sensato, mais realista e mais correto em suas declarações – assumir o erro. Ele foi grande, ele foi “o cara”, que jogou até o fim, mesmo com o fatídico placar e a morte súbita aos 20 e poucos minutos. O resto, é piada de internet. Mas... é vida que segue.

#DavidLuiz, para mim, foi "O cara"na partida e depois dela
Ao meu filho - que vi ficar imensamente triste, que verdadeiramente sofre com o futebol e que acreditava que dessa vez a coisa ia – e a todos os torcedores que hoje estão com aquela sensação murcha de “o sonho acabou”, só me resta dizer duas coisas: daqui a quatro anos tem outra Copa  (não no Brasil, eu sei e reconheço que ganhar em casa não teria preço) e mais: vivenciamos um fato histórico. Teremos, no mínimo, história para contar para as gerações futuras. Poderemos dizer que, infelizmente, assistimos ao jogo que enterrou de vez o maracanaço que foi repaginado e virou mineiraço (é com z ou com ç?). A história é essa, não tem como mudar.

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...