segunda-feira, 8 de maio de 2017

Abra os olhos... Abrolhos!

Partiu Abrolhos!
Gente, viajar é bom demais! Mas viajar para um lugar paradisíaco, cercado de natureza, é absolutamente indescritível. E, mais: quando a gente vai apreciar a natureza no ar e no mar. E quando digo no mar, é submerso! Aí, então, sem palavras.
No feriado da semana santa, me aventurei pelo santuário de Abrolhos. Um arquipélago, na Bahia, repleto de diversidade natural. Reza a lenda, ou a história conta, que ao se aproximar das terras brasileiras, Américo Vespúcio, em sua segunda expedição portuguesa ao Brasil – 1503, disse:  “Quando te aproximares da Terra, abre os olhos”. Um alerta aos navegantes sobre o perigo dos recifes de coral, daí o nome Abrolhos.
Os arrecifes aos quais se referiu Américo são chapeirões recifes de coral único na região  e que estão entre os mais ricos ecossistemas existentes no mundo. Eles têm a forma de um cogumelo e suas formações podem chegar a 20, 30 metros de altura e 50 metros de largura. Não eram avistados pelos navegadores e seus navios esbarravam com estas formações e naufragavam.  Aliás, naufrágios é o que não falta na área.
Como mergulhadora, fui visitar a região para mergulhar! Ficamos embarcados por três dias no barco catamarã Horizonte Aberto. Eu e mais onze pessoas, fora a tripulação. Pensei que ia enjoar, Não rolou. Tomei todos os dias dramin para segurar a onda e ele segurou. Não enjoei nem um tiquinho.
Barco Horizonte Aberto
O barco tem uma estrutura bem boa. Enxuta, mas bem boa. Eu fiquei numa suíte. Cama suspensa e banheiro no estilo barco, claro. Nada é desperdiçado de espaço. Tudo é aproveitado e isto é um aprendizado. Temos que usa o banheiro, a água, o espaço com parcimônia. Pois, ali estamos para compartilhar e a lei é: o meu espaço termina onde começa o do outro, portanto, a lei da boa convivência super vale para estas empreitadas confinadas. É meio BBB. Tipo, se tiver vontade de enviar alguém para o paredão, espera o momento da votação. Kkkk brincadeira. Nada que três dias não possam superar.
Fui nesta empreitada por meio da empresa Mergulho e Cia, de Brasília. Super recomendo! Embarquei num voo até Porto Seguro, ao chegar lá, encontrei o transporte me esperando e rumamos para Caravelas, a 250
km dali. A viagem é meio longa porque a rodovia tem muita curva e não tem acostamento nem terceira faixa. Isso tudo, somado a um trânsito de muito caminhão. Quase quatro horas de viagem!
Paixão de Cristo encenada nas
ruas de Caravelas

Cheguei em caravelas no fim do dia, tipo 19h. Fomos jantar na cidade. E qual não foi a minha surpresa ao me deparar com uma encenação da Paixão de Cristo, em plena rua da cidade. Fiquei encantada. Era uma representação simples, mas bem montada. As fotos mostram a beleza do espetáculo. Assim, lembrei-me o motivo do feriado e me senti (até) um pouco constrangida de estar aproveitando a data sem nem ao menos parar para refletir. Nesta hora, me considerei culpada e fiz minha oração.

Serviço:
passagem aérea: R$ 840,00 (com taxas incluídas)
Pacote: R$ 2.988,00

Incluídos: traslado Porto Seguro Caravelas incluído, estadia em Caravelas na primeira noite e em porto Seguro na última noite, embarcação catamarã, suíte, Três dias, duas noite - de sexta a domingo-. E mergulhos incluídos. Alimentação idem.

Megulho & Cia - operadora de Brasília.
Brasília/ DF - SCLN 314, Bloco B, loja 13 - CEP: 70767-520
Telefones: (61) 3046-0009​ - (61)  8254-8291 - (61)  9104-9377
mergulhoeciadf@gmail.com

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...