domingo, 19 de setembro de 2010

enquanto a chuva não chega...

Por Katia Maia

Foi um comentário despretensioso e que terminou virando um 'post' no blog do meu amigo Romoaldo de Souza, Café & Conversa. Eu li o mural da minha amiga de faculdade Patrícia Mezzaroba um comentário sobre a secura que nos castigas por essas bandas do Planalto Central e... Pronto! Virou o Post do Romoaldo.

Mas, estou aqui para falar que coincidentemente, ontem, ao almoçar com minha grande amiga Tina Lemos, no C’est si bom, da 409 sul, vimos a alegria dos passarinhos ao se deleitarem na água que saía da mangueira para molhar a grama. Não agüentei e filmei a alegria do animado passarinho que se deleitava e se esbaldava nos fios de água que saíam da mangueira.

Claro que ficamos com muuuuuuuuuuuuuuita inveja do passarinho. Ele podia fazer aquilo e a nós restava observar e nos recolher à nossa insignificante condição humana que, na maioria das vezes, nos enche de regras, normas e conceitos que nos impedem de fazer algo tão simples como se esbaldar num fio de água.

Aos que não gostam muito de seguir as convenções e normas: façamos como os pássaros. Eles são livres para voar e se esbaldar, refrescando-se na água enquanto a secura nos castiga.

veja o vídeo: