quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Pronto, falei!

por katia maia
Tem coisas que são básicas num relacionamento. Eu cito como exemplo a confiança. Duvido que um relacionamento siga adiante se um dos atores envolvidos tenha sido passado para trás e/ou ludibriados. Essa é uma regrinha básica, imagino e defendo, para todo tipo de interação: pessoal, profissional e comercial.

A minha bronca é justamente com a comercial. Não entendo porque certos estabelecimentos insistem em tratar o cliente como alguém bobo ou idiota que não percebe que foi enganado.

Senti-me assim na noite passada e gostaria de registrar o fato...

Resolvi comprar uma pizza para meus filhos e eu comermos na casa da minha mãe. Algo como: estou pela rua, ligo para ‘mammy’ e pergunto se podemos fazer uma ‘visitinha’. Nesse caso, levaremos uma bela pizza para lancharmos, ok?

Ok!

Até o momento em que resolvi parar no restaurante Vila Colonial, na 112 sul. Tudo muito bonitinho, de bom gosto e aconchegante. Um local em que eu facilmente pararia para jantar, tomar um caldo (eles oferecem Buffet de caldos à noite) ou comer uma pizza.

Bom, eu parei. Parei e pedi uma pizza grande calabresa para viagem. Antes, me certifiquei:

- a pizza grande de vocês tem oito pedaços?

- sim, claro respondeu o garçom.

- Então, ta. Quero uma de calabresa.

Fui pagar (R$ 31,00 + R$ 2,00 da embalagem = R$ 33,00). Confesso que achei meio caro, mas, paguei, tendo em vista que o lugar é bem legal e me parecia ter um produto saboroso. Aliás, meus filhos já haviam jantado no local com o pai e me garantiram que a pizza era realmente boa.

- a massa é fina, como você gosta mãe. Disse-me o meu filhote mais velho. Acreditei.

A pizza realmente é boa, o problema foi o tamanho!



A pizza bóia na embalagem para pizza GRANDE



Quando cheguei à casa da minha mãe e vi a circunferência da pizza, me senti enganada. Realmente, ela tinha oito pedaços, mas a que preço! As fatias eram tão curtas que pareciam ter sido cortadas pela metade.

A pizza, de tão pequena, boiava na embalagem de papelão.

Bom, a verdade é que me senti passada para trás. Essa de ganhar mais às custas do volume reduzido do produto, para mim é falta de respeito com o consumidor.

Bom, resumo da ópera: comemos a pizza economicamente. Para a fome de dois adolescentes, tive que abrir mão de minha fatia e minha mãe idem. Ao final, eu disse aos meus filhos:

- sabem quando a gente volta a comer no Restaurante Vila Colonial? Nunca!
Eles perderam a oportunidade de cativar o cliente com um produto justo e honesto. Pronto, falei!.

Blade Runner para bebês?

por katia maia Com meus filhos crescidos, adultos e já homens feitos, não preciso mais pautar minhas idas ao cinema aos horários, ses...