segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Crônica de uma volta anunciada

por Katia maia

Estava de volta ao trabalho. Depois de quatro dias de folga, tivera novamente que acordar cedo e levantar-se sem pensar no quanto desejaria ficar mais um pouco na cama.

Estava cansada, de ressaca. Mas, não era uma ressaca de bebida alcóolica. Não! Não havia colocado um gole sequer em sua boca. Aliás, assim seria pelo próximo ano, conforme promessa feita nesse fim de 2010: um ano inteiro limpa, clean, sem uma gota de álcool em seu organismo.

- Será que darei conta? Perguntava-se (e repetia) a indagação sempre que se lembrava das boas taças de vinho que degustava no fim do dia, principalmente nos fins de semana. Sabia que seria árdua a tarefa, mas prometera ao Santo e na hora de fazer o pedido e almejar a graça não hesitara em assegurar que cortaria o que mais lhe causava prazer no campo gastronômico. A graça foi alcançada. Agora, cumpra-se.

- Promessa tem que ser assim mesmo, senão não tem valor. Consolava-se.

Bom, a verdade é que naquele dia, em que retornava do ‘feriadinho’ de Natal estava cansada. Com ‘ressaquinha’ da folga.

Sim, porque folga também dá ressaca. Não sei quanto a vocês, mas ela ficava de ressaca de descanso. Seu corpo rapidinho se acostumava com o ritmo leve de vida como os horários generosos para acordar e a facilidade de não fazer nada quando decidia nada fazer.

A preguicinha logo invadia o seu ser e a retomada do trabalho era tarefa árdua. Acordava com sono, olhos pesados, edredom grudado em seu corpo. Tarefa difícil desgrudar-se dele.

Por tudo isso e muito mais, chegou ao trabalho calada, olhou em volta, ligou o computador e 'ensimesmadamente' escreveu em sua rede social:

BOM DIA A TODOS. BACK TO WORK, mas ainda de ressaca. Não de bebida, mas de descanso. qdo a gente tem um tempinho para nós mesmos, fica difícil retomar a rotina.

Blade Runner para bebês?

por katia maia Com meus filhos crescidos, adultos e já homens feitos, não preciso mais pautar minhas idas ao cinema aos horários, ses...