segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Venezuela intervém em mais três bancos

Autor(es): Agências internacionais
Valor Econômico - 07/12/2009


A Venezuela interveio em mais três bancos e prendeu o presidente de um deles. O governo venezuelano não deu detalhes sobre os motivos da prisão. Com a ação, o Estado subiu para sete o número de instituições em que interveio: assumiu cinco delas e fechou duas.

O governo interveio em novembro na administração de quatro bancos e na sexta assumiu outros três - o Banco Real, o Baninvest e o Central Banco - por irregularidades em seus indicadores, o que trouxe de volta lembranças de uma crise financeira que atingiu o país em 94 e acabou com metade dos bancos locais.

O preso, Arné Chacón Escamillo, presidia o Real e é irmão do ministro de Ciência, Tecnologia e Indústrias da Venezuela, Jesse Chacón.

"O Ministério Público apresentará Arné Stevenson Chacón Escamillo a um tribunal de Caracas, por sua suposta participação na investigação iniciada na raiz da intervenção de sete instituições financeiras", informou a Promotoria em comunicado.

O Bolívar Banco e o Confederado, que sofreram intervenção em novembro, estão sendo recuperados para passarem ao controle do Estado. Os bancos Canarias e Banpro foram fechados.

O empresário Ricardo Fernández Barruecos, dono do Grupo Confederado - que agrupava os quatro primeiros bancos sob intervenção - e que é ligado ao governo, foi preso há duas

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...