sexta-feira, 23 de abril de 2010

Um mau negócio.

Estatais apontam que Belo Monte é inviável
O Globo


A Eletrosul, empresa estatal do grupo eletronorte, negou que tenha feito uma critica à usina de Belo Monte. Uma nota técnica interna feita em conjunto com furnas teria desaconselhado o projeto da hidrelétrica.
Segundo o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, a nota técnica existiu e foi redigida dois dias antes do leilão de Belo monte. Mas, de acordo com ele, o texto faz criticas ao projeto da Andrade Gutierrez que estimava um custo de R$ 28,5 bilhões para a obra - bem acima do previsto pelo governo, de R$ 19 bilhões. Mescolotto explicou que a estatal também foi contra a taxa interna de retorno, a TIR, de 3%. O presidente da eletrosul explicou que a nota foi feita para a empresa líder do consórcio e que fez parte de um processo normal de negociação.
"Foi uma nota interna endereçada ao lider do nosso consórcio e a análise que fizemos não foi sobre a Usina de Belo Monte como um todo. Nós fizemos uma análise da proposta que a AG tinha nos apresentados e fizemos criticas para uma negociação", disse.
o consórcio que reune a Andrade gutierrez, a Vale , a Neoenergia e a Companhia Brasileira de Aluminio, divisao do grupo Votorantim, perdeu o leilão de Belo Monte.

A Nota técnica elaborada por Furnas e Eletrosul, do grupo Eletrobras, foi tema de matéria do Jornal O globo de Hoje, informando que a nota mostra que seria inviável fazer Belo Monte para depois cobrar uma tarifa de R$ 83 o megawatt hora, que era o preço máximo do edital. O consórcio do qual as duas participavam (com a construtora Andrade Gutierrez) foi ao leilão oferecendo R$ 82,90, praticamente no limite do edital, e perdeu.Pelas contas dessas estatais, o custo da obra ficará em R$ 28,5 bi, bem acima da previsão oficial de R$ 19 bi. A Eletrobras não comenta.(A reportagem completa está em O Globo)

Blade Runner para bebês?

por katia maia Com meus filhos crescidos, adultos e já homens feitos, não preciso mais pautar minhas idas ao cinema aos horários, ses...