quinta-feira, 12 de novembro de 2009

O custo da Hora extra

Olha o que dá ficar fazendo hora-extra depois do expediente. Em dia de apagão, corre o risco de ficar fora de casa, não conseguir voltar para o lar etc...

Castigo maior ficou com quem trabalhava após fim do expediente
Autor(es): João Villaverde e Claudia Fachini
Valor Econômico - 12/11/2009


O blecaute depois das 22h atrapalhou aqueles que trabalhavam depois do expediente para antecipar eventos do dia seguinte. "Estava preparando o estande de minha empresa para o salão do imóvel, que começou hoje [ontem]. Trabalhei com a luz de emergência até o início da madrugada para fechar tudo. Fui para casa e lá tive de subir as escadas, porque moro em apartamento. Quando cheguei na sala, por volta das 2h da manhã, a luz voltou. Foi um tanto cruel", afirma Lucas Izoton, presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

Todos os 78 municípios do Estado de Espírito Santo foram atingidos pelo apagão de cinco horas ocorrido na noite de terça-feira. Segundo dados da Findes, são pouco mais de 13 mil indústrias, que sustentam quase 700 mil empregos, sendo 180 mil diretos - a indústria representa, ao todo, cerca de 34% do PIB. Cerca de 70% da indústria capixaba, no entanto, está concentrada na Grande Vitória. "Não tivemos praticamente impacto econômico nenhum com o apagão. Depois das 22h apenas as empresas que trabalham com terceiro turno ainda estavam operando. Mas apenas 3% das companhias capixabas estão com esse ritmo de trabalho neste momento e, até por isso, contam com geradores próprios", diz Izoton. Para Carlos Faria, presidente da Associação Nacional dos Consumidores de Energia (Anace), "se o blecaute ocorresse em horário de pico seria uma loucura, mas à noite, especialmente depois das 22h, o movimento é bem menor."

Em plena safra de divulgação dos balanços contábeis do terceiro trimestre, o apagão tornou mais difícil o trabalho das equipes dos departamentos financeiros e de relações com investidores, que tiveram de preparar às escuras os relatórios e apresentações para os analistas de investimentos. Foi o caso da Multiplan, maior rede de shopping centers do país em faturamento, que divulgou suas demonstrações financeiras e realizou ontem sua teleconferência com analistas do mercado de ações. "Muitas pessoas ainda estavam à noite no escritório, preparando as apresentações", afirma Armando D´Almeida Neto, diretor-financeiro do grupo. Mas os shoppings da companhia, como o BarraShopping, no Rio, não foram afetados - os estabelecimentos são abastecidos por geradores e funcionaram normalmente durante o apagão. O Grupo Pão de Açúcar e o Carrefour informaram que as suas lojas também contam com geradores.

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...