sábado, 7 de novembro de 2009

Prioridade do BNDES será capitalizar estatais

da Folha de São Paulo
Com R$ 100 bilhões do Tesouro e R$ 60 bilhões de amortizações, banco também priorizará infraestrutura

SAMANTHA LIMA
DA SUCURSAL DO RIO

A possibilidade de injeção de capital na Petrobras e na Eletrobrás e os projetos de infraestrutura serão os principais parâmetros para definir o orçamento do BNDES para 2010. A avaliação é do diretor financeiro do banco, Maurício Borges.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já indicou a disposição em repassar R$ 100 bilhões do Tesouro para o banco cumprir sua programação de financiamento com o setor produtivo e ajudar a executar políticas de investimento do governo.
"Esse valor é um ponto de partida que temos para trabalhar. Mas outras questões serão definidas juntamente com o Ministério da Fazenda. A participação ou não do BNDES na capitalização da Petrobras e da Eletrobrás é uma dessas questões. Há também os investimentos da Petrobras para o pré-sal", disse Borges.
A capitalização é uma operação em que uma empresa emite ações novas, para levantar recursos, a serem adquiridas pelos acionistas -caso eles não queiram, são oferecidas ao mercado. A capitalização da Petrobras foi definida no projeto do novo marco regulatório do petróleo. A data depende da aprovação pelo Congresso. Já a da Eletrobrás é uma operação em estudo pelo governo. O BNDES é dono de 7,62% da Petrobras e 11,9% da Eletrobrás.
O BNDES ainda tem em vista o retorno de R$ 60 bilhões relativos a amortizações e juros de empréstimos e cerca de R$ 10 bilhões do Fundo do Amparo ao Trabalhador. Borges explica que estimar o orçamento para financiamentos não significa apenas somar essas receitas, mas reconhece que R$ 170 bilhões poderia ser um teto.

E aí bla... bla... bla eu gostei

Restaurante Bla´s, na Asa Norte por katia maia Então, fui conferir uma das opções do Restaurante Week dessa leva. O escolhido foi...